Blog

Blog

Últimas informações sobre o Quintana

Porco no rolete é atração no happy hour do Amado por Quintana, novo conceito em happy hour, nesta quarta

Nesta quarta-feira, 6 de dezembro, o bar gastronômico Amado por Quintana terá uma atração especial. Das 17 às 22 horas, será servido o porco no rolete, ao estilo da tradição da cidade paranaense de Toledo, preparado pelo cervejeiro Edson Luiz Campagnolo, da Cervejaria Turbinada, com apoio da equipe Quintana. Além do prato principal, que é acompanhado por suculenta farofa e vinagrete de feijões especiais, estará disponível também o cardápio especial do happy hour, com opções como filé de pescada frito na massa de cerveja inglesa, batata doce rústica com toque defumado e acarajé, todos com molhos especiais e criativos. Para beber, seleção de cervejas especiais escolhidas a dedo pelo sommelier Fabricio Thomaz, e drinks criados especialmente para a ocasião pelo especialista Rogerinho Baiano. A noite será também regada por um trio de viola, bons amigos e muita celebração. O valor da porção de porco no rolete com acompanhamentos é R$ 45. A disponibilidade é limitada.

A noite terá também participação especial do Matte N’ Roll, movimento artístico que resgata a história da erva-mate no Paraná. O mate especial paranaense será utilizado em duas opções incríveis de drinks: o Matte N’ Roll com mel nativo, e a Caipi-Matte, feita com mate paranaense, limão e manjericão anis.

Sobre o Amado

Um merecido descanso no meio da semana regado a boa gastronomia, harmonizações, cervejas artesanais e drinks. Assim é o Amado por Quintana, novo conceito de happy hour que funciona todas as quartas, das 17 às 22 horas. Encabeçado pelo sommelier de cervejas Fabricio Thomaz, ao lado do especialista em drinks Rogerinho Baiano, com gastronomia assinada e idealizada pela chef Gabriela Vilar de Carvalho e pelo chef Thiago Costa, o novo espaço é indicado para quem quer um ambiente para aconchego, socialização e incríveis experiências.

Localizado no jardim do já conhecido Quintana Gastronomia, o bar ao ar livre já é um deleite à parte. O cardápio, que seleciona pratos simples, saborosos e inclusivos é artesanalmente escolhido para cada noite. Os drinks especiais têm ingredientes nobres como o própolis e pólen de abelha nativa sem ferrão, entre outros. Os chopes artesanais são selecionados “à dedo” pelo apaixonado Fabricio. Para garantir uma experiência ainda mais especial, a seleção de músicas – ambiente ou ao vivo – também vai de blues ao jazz, com toque de rock ‘n’ roll.

O bar Amado por Quintana, um braço do Quintana Gastronomia, tem inspirações na natureza, nas amizades e nas nossas paixões. E se chover, não se preocupe! O Quintana empresta suas instalações da sala de exposições para o deleite continuar.

Serviço: Amado por Quintana. Funcionamento todas as quartas-feiras, das 17 às 22 horas. Av. do Batel, 1440. Informações: (41) 3078-6044 e (41) 3078-8944. www.quintanagastronomia.com.br.

Ceia de Natal 2017 – Faça já a sua encomenda!

Garanta já a sua Ceia de Natal 2017 no Quintana. Oferecemos o nosso melhor da #EcoGastronomiaCultural – orgânico, delicioso e verdadeiro. Antecipe seu pedido e garanta suas opções. Caso você precise de ajuda para quantidades e combinações, fale com nossa equipe! Os pedidos podem ser feitos até 19 de dezembro, conforme disponibilidade dos produtos. Retirada das encomendas no dia 24 de dezembro, entre 12 e 15 horas. Travessas podem ser trazidas pelo cliente ou locadas, caso necessário. Solicite harmonizações com cervejas artesanais e vinhos nacionais selecionados a dedo!

Informações e pedidos: (41) 3078-6044 /quintanagastronomia@gmail.com / (41) 98832-4836 (WhatsApp)

Fotos: Bia Nauiack

Aperitivo

 

Mini falafel – bolinho de grão de bico e especiarias com ervas. Acompanha molho de iogurte, tahine e páprica *vegano e sem glúten

R$ 50 (porção 12 unidades)

R$ 90 (porção 20 unidades)

Entradas

Caponata de cogumelos, castanhas, berinjelas, ervas e azeite *sem glúten, sem lactose e vegano

Salada de maionese especial de batatas e cenoura orgânica, ervilha e maçã verde *sem glúten

Salada de grãos, castanhas, damascos, uvas passas, perfume de anis estrelado e manjericão *sem lactose e sem glúten sob solicitação

R$ 54,90 (porção 500 gramas)

R$ 109 (porção 1 quilo)

Principal

Peru assado e recheado com frutas frescas e farofa especial

R$ 375 (unidade)

Pernil de cordeiro assado em molho de vinho tinto e especiarias 

Bacalhau confitado com batatas, pimentões, azeitonas e brócolis orgânico *sem glúten e sem lactose

Filé mignon ao molho de cogumelos frescos, creme e tomilho

R$ 130 (porção 1 quilo)

Mignon suíno em molho especial de cerveja, melado e defumado *sem glúten e sem lactose

R$ 109 (porção 1 quilo)

Acompanhamentos

Lasagna artesanal de legumes ao estilo mediterrâneo com tomates assados, manjericão e queijos *sem glúten

Farofa especial de milho orgânico, amendoim, ervilhas e cebola tostada

Cuscuz marroquino com lentilhas, quinoa e vegetais orgânicos *sem lactose

Feijão tropeiro com feijões orgânicos paranaenses, chips de banana, mandioca, páprica, berinjela defumada e ervas *sem glúten, sem lactose e vegano 

Arroz natalino com açafrão orgânico (cúrcuma), cenoura orgânica, nozes e toque de laranja *sem glúten, sem lactose e vegano

R$ 54,90 (porção 500 gramas)

R$ 109 (porção 1 quilo)

Sobremesas

Torta de cacau orgânico com lâminas de caramelo e ganache de chocolate meio amargo

R$ 175 (Pequena)

R$ 250 (Grande)

Manjar de coco fresco com compota de ameixas e maracujá, à parte *sem glúten 

R$ 54,90 (porção 500 gramas)

R$ 109 (porção 1 quilo)

Bolo de Natal com frutas frescas, secas, amêndoas e castanhas *sem glúten, sem lactose, vegano

R$ 80 (unidade)

Beija-flores e natureza brilham em exposição de Birgitte Tümmler

Para celebrar a natureza e a vida. Abre nesta quarta-feira, 15 de novembro, a exposição “Os beija-flores e as flores de maracujá”, assinada por Birgitte Tümmler. Neste trabalho inédito, a artista promove a consciência ambiental por meio de traços realistas, e enfatiza seu amor pelo meio ambiente. A abertura acontece das 17 às 22 horas, no recém-inaugurado Amado por Quintana, bar gastronômico do já conhecido restaurante.

A abertura, que contará com pratos inspirados na exposição, em harmonia com cervejas artesanais e drinks, marca ainda um momento de retrospectiva de todos os artistas que fizeram parte deste ano cultural do Quintana Gastronomia. Com curadoria de Birgitte, que assina a nova exposição, o espaço recebeu mostras inéditas de artistas e fotógrafos, que também estarão presentes na celebração – Daniel Castellano, Gilberto Narciso, Rogerio Borges, Aline Albuquerque, Andrea Horn, Osvalter Urbinati, Urban Sketchers – além de ações culturais de poesia com Yane Kristki. Na celebração de abertura, o evento recebe também apresentação de Thalita Cantos, com o bambolê/hoop dance, música por Thiago Valente, e também apresentação de Andréa e Guto Horn. Há mais de nove anos, o espaço fomenta ações culturais e sustentáveis em meio à gastronomia, e busca sensibilizar clientes com estímulos sensoriais.

Sobre a exposição

Para a mostra, Birgitte convidou duas artistas que também retratam o tema com seu olhar e técnica própria. Kitty Harvill, americana que adotou o Brasil há mais de uma década, é criadora, ao lado do marido Christoph Hrdina, do grupo Artists and Biologists Unite for Nature (ABUN) – “artistas e biólogos unidos pela natureza”, em tradução livre –, no qual promovem ações que utilizam a arte como ferramenta de conscientização. Bianca Reinert, por sua vez, é bióloga, e conduz desde 2005 um projeto de monitoramento da espécie de beija-flor bicudinho do brejo, o qual é descobridora. Encontrou na cerâmica uma forma de expressar sua paixão pela ave, e aceitou o desafio de criar uma delicada coleção que estará “sobrevoando” o Quintana durante a mostra. A exposição conta ainda com participação especial das artistas Aline Albuquerque, Márcia Széliga, Sandra Kuniwake, Gilberto Narciso e Rogerio Borges.

Birgitte utiliza técnicas artísticas que variam entre desenhos com esferográfica, pinturas em acrílica e técnicas mistas, em estilo realista, retratando diferentes espécies brasileiras. O objetivo é mostrar a beleza da fauna e flora brasileira, e sensibilizar as pessoas sobre suas riquezas, que devem ser respeitadas e protegidas. Os beija-flores e as flores de maracujá foram espécies escolhidas por serem nativas das Américas, e também por seu simbolismo. As flores, por sua vez, representam exoticidade, beleza e paixão.

Sobre Birgitte Tümmler

Nascida em Copenhague, na Dinamarca, a artista visual Birgitte Tümmler veio a Curitiba ainda criança e desde então assumiu seu amor pelo Brasil. Sua maneira aberta de ver o mundo e sua crença nos valores que as artes e a cultura têm para fortalecer laços humanos e anímicos fazem com que busque replicar esta filosofia, seja por meio de seus próprios trabalhos, e também no incentivo e parceria com outros agentes culturais. Suas obras trazem traços firmes, precisos e delicados, com cores vibrantes e vivas, independentemente da técnica utilizada.

Sobre Kitty Harvill

Desde criança, Kitty já era apaixonada pela natureza, em especial a Floresta Amazônica. Desde cedo, a artista tinha o simples desejo de poder fazer algo pudesse ajudar na preservação das riquezas ambientais. Aos poucos, seu conhecimento aumentou, e a artista conheceu a Mata Atlântica e outros ecossistemas brasileiros, cada vez mais agredidos pelo homem. Por isso, desde 2006, esta foi a fonte de inspiração para o seu trabalho artístico. Hoje, ela divide sua residência entre o Brasil e seu país de origem, os Estados Unidos, em pinceladas feitas em técnicas como a aquarela, pastel, óleo e acrílico. Com o grupo ABUN, que possui cerca de 400 membros em todo o mundo, promove projetos que visam conservar espécies em extinção e seus respectivos habitats.

Sobre Bianca Reinert

Bianca Reinert retrata com seu trabalho em cerâmica a natureza com toque de magia. É bióloga, formada pela PUCPR, com mestrado em Conservação da Natureza pela UFPR e doutorado em zoologia pela UNESP de Rio Claro/SP. É uma das pesquisadoras que descobriu o bicudinho-do-brejo, espécie de beija-flor, e monitora a população da ave em Guaratuba/PR desde 2005.

Serviço: Abertura exposição “Os beija-flores e as flores de maracujá”. Quarta-feira, 15 de novembro, no Amado por Quintana (jardim do Quintana Gastronomia). Das 17 às 22 horas. Av. do Batel, 1440. Informações: (41) 3078-6044 e (41) 3078-8944. www.quintanagastronomia.com.br.

Amado por Quintana, novo conceito em happy hour, inaugura nesta quarta-feira

Gastronomia, cervejas artesanais e drinks em um espaço ao ar livre para criar incríveis experiências

Um merecido descanso no meio da semana regado a boa gastronomia, harmonizações, cervejas artesanais e drinks. Assim é o Amado por Quintana, novo conceito de happy hour que inaugura nesta quarta-feira, 8 de novembro, das 17 às 22 horas. Encabeçado pelo sommelier de cervejas Fabricio Thomaz, ao lado do especialista em drinks Rogerinho Baiano, com gastronomia assinada e idealizada pela chef Gabriela Vilar de Carvalho e pelo chef Thiago Costa, o novo espaço que funcionará todas as quartas-feiras promete ser um ambiente para aconchego, socialização e incríveis experiências.

Localizado no jardim do já conhecido Quintana Gastronomia, o bar ao ar livre já é um deleite à parte. O cardápio, que seleciona pratos simples, saborosos e inclusivos será artesanalmente escolhido para cada noite. Os drinks especiais terão ingredientes nobres como o própolis e pólen de abelha nativa sem ferrão, entre outros. Os chopes artesanais serão selecionados “à dedo” pelo apaixonado Fabricio. Para garantir uma experiência ainda mais especial, a seleção de músicas – ambiente ou ao vivo – também irá de blues ao jazz, com toque de rock ‘n’ roll.

O bar Amado por Quintana, um braço do Quintana Gastronomia, tem inspirações na natureza, nas amizades e nas nossas paixões. E se chover, não se preocupe! O Quintana empresta suas instalações da sala de exposições para o deleite continuar.

Serviço: Amado por Quintana. Funcionamento todas as quartas-feiras, a partir de 8 de novembro, das 17 às 22 horas. Av. do Batel, 1440. Informações: (41) 3078-6044 e (41) 3078-8944. www.quintanagastronomia.com.br.

Velas naturais e renováveis, por Heide Pfeiffer, no Quintana

Velas 100% naturais, feitas com cera de abelhas. Este é o trabalho da artista Heidi Pfeiffer, que produz este item milenar artesanalmente, com riqueza em detalhes e valorização da natureza. Ela estará presente no Quintana nesta quinta-feira, 5 de outubro, para apresentar seu trabalho aos clientes e falar mais sobre este universo totalmente natural e renovável. Ela participa também de uma oficina em 21 de outubro, às 11h30, voltada ao público infantil e adulto, em meio à programação cultural do Quintana para o Mês das Crianças.

As velas de cera de abelha produzem ionização negativa, que limpa o ar de partículas como poeira, pólen, vírus, fungos, entre outros, o que contribui para alergias e problemas respiratórios. Não emitem fumaça de fuligem, proporcionam um aroma fresco, que lembra a doce fragrância do mel, que contribui ao relaxamento e equilíbrio.

De mãe para filha

Produzidas desde as primeiras civilizações, as velas ganharam um novo caminho ao serem produzidas com cera de abelha na Idade Média, o que deixou de lado o cheiro desagradável e a fumaça, e trouxe novas possibilidades ao produto milenar.

A história de Heidi com as velas começou por meio de sua mãe, que começou a desenvolver velas artesanais com um processo simples e rudimentar. Aos poucos, sua mãe foi desenvolvendo ao lado de seu pai ideias de moldes e aprimoramento, o que trouxe as velas maciças e com formatos diferentes de relevo. Por meio de sua mãe, Heidi aprendeu a técnica, e hoje leva adianta este trabalho totalmente manual, artesanal e natural, que traz luz e harmonia às pessoas.

Serviço: Abertura “Velas”, por Heide Pfeiffer. Quinta-feira, 5 de outubro, das 11h30 às 15h30. Oficina Mês das Crianças no dia 21 de outubro, às 11h30. Quintana Gastronomia. Av. do Batel, 1440. Informações: (41) 3078-6044. www.quintanagastronomia.com.br

Ações de literatura, ilustrações e sustentabilidade no mês das crianças no Quintana

Neste sábado, 30 de setembro, o Quintana inicia a temporada de ações culturais voltadas ao público infantil, em meio ao mês das crianças. O espaço gastronômico recebe as obras “Cadê o Fubá?” e “Leo, a lagarta sonhadora”, da editora InVerso, com contação de histórias de forma lúdica e criativa. A oficina é gratuita e começa às 11h30, no Quintana Gastronomia.

Na trama assinada, a autora conta com rimas, sons e cores vivas para apresentar o mistério – onde está o fubá que seria usado para fazer um delicioso bolo? As crianças utilizarão massinhas de modelar para acompanhar a história e fazer, de forma lúdica, a receita. Para encerrar, a idealizadora do Quintana Gabriela Vilar de Carvalho apresentará histórias da vida na cozinha, além de levar a parte mais aguardada – o bolo!

As ações culturais têm continuidade no domingo, 1.º de outubro, data na qual o Quintana recebe novamente a poetisa Yane Kritski. Ela lançará o livro “A lucidez é dura minha filha”, que trata-se de uma narrativa com poesias que marca como a artista deu seus primeiros passos no mundo da literatura. Yane irá interagir com o público por meio da poesia de improviso, na qual o leitor apresenta seis palavras, que são utilizadas pela poetisa para criar um texto em apenas seis minutos. A ação encantou os clientes nos últimos fins de semana no Quintana e promete atrair ainda mais pessoas neste domingo.

No dia 12 de outubro, o Quintana recebe o artista Rogerio Borges, que irá apresentar ao público infantil uma oficina de ilustrações – e ensinará a todos como desenhar um dragão. O mês conta também com oficina sobre abelhas nativas sem ferrão com o meliponicultor Benedito Antônio Uczai; sobre compostagem e reciclagem; e outros pilares do Quintana Gastronomia. Participe!

Serviço: Mês das Crianças no Quintana Gastronomia. Abertura neste sábado, 30 de setembro, das 11h30 às 13h30. Ações aos sábados do mês de outubro, das 11h30 às 15h30, e também na quinta-feira, 12 de outubro, das 11h30 às 13h30. Mais informações e inscrições: (41) 3078-6044 ou pelo e-mail quintanagastronomia@gmail.com. www.quintanagastronomia.com.br.

Urban Sketchers abrem exposição no Quintana neste sábado, 23 de setembro

Acontece neste sábado, 23 de setembro, a abertura da exposição “Sketchers no Quintana”, produzida pela comunidade Urban Sketchers de Curitiba. Os trabalhos são assinados por 28 artistas, que produziram seus desenhos ao ar livre e retratam cenas inspiradoras da vida urbana. Eles estarão presentes na abertura, das 11h30 às 14h30, para atender o público e contar mais sobre seu trabalho. A mesa gastronômica do Quintana também será especial, com uma seleção de pratos que refletem na alimentação algumas das inspirações retratadas nas ilustrações da mostra.

No Quintana, o grupo realizou um encontro no mês de maio deste ano para dar os primeiros passos dessa parceria, que culmina agora com o lançamento da exposição coletiva. “Assim como o Quintana, o movimento é um refúgio. Ambos se conectam com o que é natural, aromático, táctil e sensorial”, explica o artista Fabiano Vianna. Sobre o projeto, ele conta que os sketches vão além de um registro pontual, como o da fotografia. “Dentro de cada sketch dormem centenas de fotografias. Os uskers levam para suas casas a cidade na forma de sketches”, reflete.

O Urban Sketchers trata-se de uma comunidade de correspondentes que reúne pessoas em todo o mundo, todas com o objetivo de produzir e compartilhar desenhos feitos em locação. O grupo nasceu em 2008, criado pelo jornalista espanhol e residente dos Estados Unidos Gabriel Campanario. No Brasil, a versão nacional surgiu em 2011, sendo que em 2015 formou-se o grupo em Curitiba. O grupo faz também parte do roteiro da Bienal de Artes de Curitiba, e abre exposição de projeção de imagens no Pátio Batel no dia 26 de setembro.

Cultura no Quintana

A exposição marca a sexta grande mostra em cartaz no Quintana em 2017, com curadoria artística de Birgitte Tümmler, que já recebeu a artista plástica Andrea Horn, o fotógrafo Daniel Castellano, o artista plástico e ilustrador Rogerio Borges, o ceramista Gilberto Narciso, a escultora Aline Albuquerque e o artista gráfico Osvalter. Há 9 anos, o espaço fomenta ações culturais e sustentáveis em meio à gastronomia, e busca sensibilizar clientes com estímulos sensoriais.

Serviço: “Sketchers no Quintana”, por Urban Sketchers. Em cartaz entre 23 de setembro e 15 de novembro. Abertura sábado, 23 de setembro, das 11h30 às 14h30. No Quintana – Av. do Batel, 1440 – Batel – Curitiba. Informações e reservas: (41) 3078-6044. www.quintanagastronomia.com.br.

 

Jantar harmonizado Bodebrown/Quintana marca lançamento de novo rótulo; garanta seu lugar!

A premiada cervejaria Bodebrown lança a segunda criação da série especial Bière de Table, voltada a celebrar a união entre boas mesas e bons copos, por meio de parcerias com chefs consagrados. Trata-se da Puela Malum Strong Golden Ale com Jabuticaba, cuja receita foi desenvolvida de forma colaborativa entre o mestre cervejeiro Samuel Cavalcanti, da Bodebrown, com o sommelier de cervejas Fabricio Thomaz e a chef Gabriela Vilar, ambos do Quintana Gastronomia. A cerveja estreia com um jantar harmonizado especial no Quintana, no dia 10 de agosto, quinta-feira. O jantar completo com uma garrafa da cerveja sai a R$ 110 (taxa de serviço inclusa). O evento faz parte da programação do Festival da Cultura Cervejeira Artesanal, da Procerva, que acontece em Curitiba entre 5 e 13 de agosto.

Acesse o site da loja da Bodebrown neste link e garanta seu ingresso!


Puela Malum, de característica belga, tem um grau alcoólico de 9,7%, contando com especiarias, notas sutis de jabuticaba nativa da Mata Atlântica, equilibrado com notas florais e frutadas, como pera. “A receita conta com três leveduras belgas distintas, que realçam estas notas, e uma pitada de brasilidade com a jabuticaba”, comenta Cavalcanti. “Indicada para o inverno, é uma cerveja forte, comumente degustada na Bélgica”.

O menu do jantar é todo exclusivo, elaborado para esta noite. A entrada do jantar conta com Salada de frutas secas, grãos e ervas, com damasco, maçã, ameixa, uva, castanha de caju, ervilha, grãos, feijões paranaenses, embebidos em azeite extra virgem Vale Fértil e vinagre artesanal orgânico de caqui de Bocaiúva do Sul. “O trabalho com grãos é uma de nossas assinaturas”, explica Gabriela. Já no principal, há Carbonnade Flamande, cubos de alcatra caramelizados com cebola, bacon, peras e cerveja, acompanha pão medieval com especiarias e mostarda nobre. “O Carbonnade é um típico prato belga, com o qual trabalho pela primeira vez de maneira exclusiva, em uma nova receita”, comenta a chef. “O toque frutado dá um sabor especial e harmoniza com a cerveja da noite”. Como sobremesa, torta de queijo, doce de leite cremoso, flores e kefir.

Confira o cardápio completo da noite:

Menu criado especialmente para harmonizar com a cerveja Puela Malum, da Bodebrown, rótulo concebido para o projeto Biére de Table por Samuel Cavalcanti, Fabricio Thomaz, Gabriela Vilar, equipe Quintana e Bodebrown.

Para começar

Água Serra da Graciosa aromatizada com pera, gengibre, cardamomo e anis estrelado

Aperitivo Quintana

Entrada

Salada de frutas, grãos e ervas. Damasco, maçã, ameixa, uva, castanha de caju, ervilha, grãos, feijões paranaenses, embebidos em azeite extra virgem Vale Fértil e vinagre artesanal orgânico de caqui de Bocaiúva do Sul,

Principal

Carbonnade Flamande. Cubos de alcatra caramelizados com cebola, bacon, peras e cerveja, acompanha pão medieval com especiarias e mostarda nobre.

Sobremesa

Torta de queijo, doce de leite cremoso, flores e kefir.

Para depois

Licor de jabuticaba do nobre mestre selvagem Samuel Cavalcanti.

Crédito das fotos: Guilherme Glück

“Papel”, por Osvalter, abre nesta quinta-feira no Quintana

A celebração de aniversário de 9 anos do Quintana Gastronomia será especial. O espaço recebe a exposição “Papel”, assinada pelo artista gráfico Osvalter Urbinati, que apresenta trabalho autoral e inédito feito com colagens e serigrafia. A abertura acontece nesta quinta-feira, 13 de julho, a partir das 11h30, com a presença do artista e mesa gastronômica com opções criadas especialmente para a data. Na ocasião, a casa irá receber outra ação inédita – a Quitanda Quintana, em parceria com os agricultores autônomos da Chão de Gaya, que irão oferecer produtos orgânicos para venda especial no espaço gastronômico.

Para festejar mais um ano de vida do Quintana, a exposição de Osvalter fez todo o sentido. Foi ele o responsável por criar ilustrações de Mario Quintana que foram plotadas nas paredes, arte que desde a abertura da casa encanta os clientes. Anos depois, ele assinou a reformulação gráfica e nova identidade da marca, que começou a entrar em cena no início de 2017. A mostra “Papel” evidencia o que ele mais gosta – colagens e sobreposições feitas com pedaços de papel encontrados em suas caminhadas, que se transformaram em novos desenhos e voltaram ao papel. “A serigrafia foi um meio que encontrei para devolver ao papel o que dele veio. Fechando um ciclo. Cada impressão é única, personalizada. É um processo, é arte e é gráfica”, explica o artista.

Em “Papel”, ele pratica um “exercício de libertação”. “Esses rostos, formas e expressões vêm até mim sem que eu peça. É como ser um criador de vários pequenos mundos”, conta Osvalter. O processo, desde a primeira coleção de recortes de papel com texturas diversas durou 13 anos. “Desenhar é ver, é desenhar com o cérebro”, define.

A exposição marca a sexta grande mostra em cartaz no Quintana em 2017, com curadoria artística de Birgitte Tümmler, que já recebeu a artista plástica Andrea Horn, o fotógrafo Daniel Castellano, o artista plástico e ilustrador Rogerio Borges, o ceramista Gilberto Narciso e a escultora Aline Albuquerque. Há 9 anos, o espaço fomenta ações culturais e sustentáveis em meio à gastronomia, e busca sensibilizar clientes com estímulos sensoriais.

Serviço: “Papel”, por Osvalter. Em cartaz entre 13 de julho e 13 de setembro. Abertura na quinta-feira, 13 de julho, das 11h30 às 14h30. No Quintana – Av. do Batel, 1440 – Batel – Curitiba. Informações e reservas: (41) 3078-6044. www.quintanagastronomia.com.br.

 

Após grande sucesso, Andrea Horn estende temporada no Quintana

Arte e cultura são parte essencial do Quintana. No último mês, tivemos a oportunidade de ter nossas paredes estampadas com as obras de Andrea Horn, artista natural da cidade de Luzerna, no interior de Santa Catarina, que encanta por seu uso de cores, a profundidade nos olhares, e magnificência de seu trabalho. Esta semana marca a última chance de ver de perto suas obras originais no Quintana – que permanecem em cartaz só até 12 de julho – e adquirir uma das 20 reproduções de suas telas produzidas para a exposição, pelo preço de R$ 230 cada.

Desde cedo, a menina que nasceu em berço cercado de artistas foi incentivada a desenvolver seu talento. Seu pai, Neri, sempre gostou de desenhar, e reproduzia imagens coloridas em madeira pintada à mão para decorar a casa, os quartos, fazer enfeites de bolo nos aniversários e brinquedos para as crianças. Já a mãe, Lola, encontrava sua arte nos tecidos, e os transformava em roupas coloridas e repletas de detalhes. Não é para menos – mesmo em família numerosa, todos estavam sempre impecáveis. Este universo fez com que Andrea desenvolvesse desde cedo o amor pelas artes manuais, além de fisgar a veia artística por meio também da música. A partir disso, ela seguiu carreira como cantora e também ilustradora para editoras de livros.

Foram muitos experimentos, riscos e tentativas até que ela encontrasse o seu caminho no mundo das artes. E isso aconteceu ao desenvolver uma técnica, “mosaico de tinta”, que ela aplica na exposição em cartaz no Quintana, chamada “Plenitude em Pontos”. E isso aconteceu de surpresa. Ao pintar uma Nossa Senhora, e preencher sua auréola com pontos de tinta, a artista percebeu que tal proximidade lembrava um mosaico. Ao preencher o rosto, ela percebeu que encontrou aquele pequeno detalhe que faltava para a captar de vez a este mundo. Nasceu a técnica que perdura na produção de mais de 80 obras e que representa esta fase ainda mais rigorosa, feliz e vibrante. Por meio delas, a artista leva a alegria e harmonia para que as observa, e “transforma o mundo através do belo”.’

Texto: Angela Antunes

Curadoria: Birgitte Tümmler

Idealização: Gabriela Vilar de Carvalho