Blog

dezembro 2015

Viewing posts from dezembro , 2015

Quintana em férias coletivas; saiba mais informações!

Atenção queridos clientes! Nosso espaço estará fechado a partir de 25 de dezembro de 2015, e reabre ao público sábado, 23 de janeiro de 2016. Para questões urgentes, envie uma mensagem ao nosso
e-mail quintanacafe@gmail.com. No dia 24, funcionamos exclusivamente para a entrega das Ceias. Muito obrigada pela compreensão e um ótimo 2016!

“O Natal costuma ser sempre uma ruidosa festa;
entretanto se faz necessário o silêncio, para que se consiga ouvir a voz do amor.
Natal é você, quando se dispõe, todos os dias, a renascer e deixar que Deus penetre em sua alma.
O pinheiro de Natal é você, quando com sua força, resiste aos ventos e dificuldades da vida.
Você é a decoração de Natal, quando suas virtudes são cores que enfeitam sua vida.
Você é o sino de Natal, quando chama, congrega, reúne.
O presente de Natal é você, quando consegue comportar-se como verdadeiro amigo e irmão de qualquer ser humano.
O cartão de Natal é você, quando a bondade está escrita no gesto de amor, de suas mãos.
Você será os “votos de Feliz Natal” quando perdoar, restabelecendo de novo a paz, mesmo a custo de seu próprio sacrifício.
A ceia de Natal é você, quando sacia de pão e esperança, qualquer carente ao seu lado.
Você é a noite de Natal quando consciente, humilde, longe de ruídos e de grandes celebrações, em silêncio recebe o Salvador do Mundo.
Um muito Feliz Natal a todos que procuram assemelhar-se com esse Natal”.


Papa Francisco

Gabriela Carvalho fala sobre o Slow Food em entrevista; confira!

Nossa chef Gabriela Carvalho foi destaque na revista TOP VIEW deste mês, em uma matéria sobre o movimento Slow Food. Conheça mais e entre você também nesta proposta! Para conferir a revista completa, acesse a versão online neste link.

Desacelerar é preciso

Esta é a ordem do Movimento Slow, um conceito que pretende mudar a forma como as pessoas comem, consomem e viajam

por Raquel Marçal

O italiano Carlo Petrini, jornalista especializado em gastronomia, virou notícia no começo dos anos 1980 por sua participação bem-humorada em um protesto contra a chegada do McDonald’s a Roma – Petrini distribuiu pratos de pene em frente da futura loja. Em 1989, porém, ele resolveu mudar de tática: criou um movimento para defender não só refeições mais longas, mas também uma comida saudável, preparada com ingredientes da estação, frescos e produzidos por agricultores familiares locais de forma sustentável. Estava criado o slow food. Quase 30 anos depois, Petrini comanda uma organização internacional com mais de 100 mil membros oficiais em 158 países. “Temos que nos cercar de fortalezas do slow food, de lugares que promovam esse conceito”, disse Petrini à TOP VIEW, durante a inauguração, no início de maio, do complexo gastronômico Eataly em São Paulo. “A falta de tempo é uma mentira. Tempo se encontra sempre”, rebate ele para os que acham utopia ter uma refeição pausada e equilibrada em meio à correria das grandes cidades.

A verdade é que, hoje, a influência desse pensamento extrapola a mesa. “O Movimento Slow surgiu como uma resposta à aceleração brutal que o mundo vive e está se tornando um conceito relevante em vários setores”, avalia Andrea Greca Krueger, da Berlin, empresa de Curitiba especializada em pesquisa de mercado e análise de tendências. De fato, além da pioneira gastronomia, a moda, o design e até o turismo estão pisando no freio. Veja alguns exemplos a seguir.

ISTO QUE É COMIDA BOA

Em Curitiba, os princípios do slow food são a essência do trabalho de chefs como Manu Buffara, do Manu, Ivan Lopes, ex-chef do Mukeka, Vânia Krekniski, do Limoeiro, e Gabriela Carvalho, do Quintana. Gabriela, aliás, pensa tanto no cardápio quanto no destino do lixo produzido em seu restaurante. “O slow food tem a ver com a questão da pressa, mas vai muito além. Não adianta nada comer mais devagar e não se preocupar com o que está comendo, de onde vem o ingrediente, em que condições ele é produzido e, principalmente, para onde vão os restos de tudo”, diz. A chef orgulha-se de ter reduzido, em três anos, em 70% os resíduos não recicláveis do Quintana, façanha conquistada por práticas como o aproveitamento total de alimentos: em sua cozinha, cascas de laranja viram compotas e caules de espinafre vão parar no vinagrete.

“Aqui no Paraná o movimento está ganhando corpo”, diz Renato Bedore, líder do convivium Coré Etuba, grupo que atua como divulgador dos princípios do slow food no Estado. Promovem, por exemplo, eventos como o Disco Xepa, no qual são preparados e servidos pratos feitos com a xepa, ou seja, alimentos que seriam descartados. Qualquer pessoa interessada pode participar do grupo. Basta se associar ao movimento no site oficial do Slow Food Brasil (www.slowfoodbrasil.com) e frequentar as reuniões que acontecem de 15 em 15 dias, às sextas-feiras. Em tempo: Coré Etuba significa “terra de muito pinhão” na língua tupi-guarani e deu origem ao nome de Curitiba.

 

Casamento Luciane e Alexandre; confira fotos e cardápio!

Um evento muito especial tomou conta do Quintana no mês de outubro. Recebemos na casa o casamento de Luciane e Alexandre, um casal incrível que deixou o nosso espaço repleto de amor!

Em uma cerimônia pequena para 40 convidados, um dos destaques da celebração foi a decoração, feita pela cunhada da noiva! Todos os detalhes foram feitos à mão, tudo com muita atenção aos detalhes. A iluminação cênica, feita pela Parfait Som e Luz,  deixou o espaço ainda mais rico quando o sol se pôs; a festa se tornou uma grande celebração em família, repleta de alegria! O vestido da noiva também estava maravilhoso, feito pela Artha por Mariana Bassetti.

Confira o cardápio completo, e alguns registros feitos pela fotógrafa Carol Ritzmann:

Bebidas Especiais

Água aromatizada da Serra da Graciosa com maçã, hortelã, cardamomo e canela

Suco drink não alcoólico de laranja, tangerina orgânica, soda e capim limão

Chopp Gauden Bier Pilsen

Bar de Caipirinhas do Rogerio Moreira! Caipirinhas de maracujá orgânico, cacau, pimenta e baunilha; caju, limão e erva doce; morango, canela e manjericão; abacaxi, hortelã, gengibre e mel; frutas vermelhas; limão clássica!

Coquetel

Bruschetta napolitana de queijo mussarela e parmesão, tomate, manjericão e temperinhos

Quadradinhos de queijo defumado em crosta de milho e amêndoas – acompanha geleia de laranja e anis estrelado

Bolinho de arroz supercremoso e delicioso

Jantar em mesa gastronômica

Folhas orgânicas suavemente temperadas com azeite, limão e sal, croutons, parmesão, alho assado e tiras de pupunha grelhado – molho Caesar à parte

Salada de grãos especial com sementes, rúcula, azeitonas, tomates assados e manjericão

Filé de Alcatra grelhada ao molho de vinho tinto e especiarias

Frango de panela com sálvia e cebolas, ao estilo italiano, servido em panela de barro

Polenta cremosa (perfeita com frango!)

Lasagna artesanal de tomate, queijo, legumes e ervas – divina!

Arroz branco com louro, alho poró e nozes

Orechietti em molho cinco queijos com palmito pupunha assado

Sobremesas

Naked cake de chocolate e frutas vermelhas

Quadradinhos de fubá cremoso com coco fresco e quadradinhos de goiabada cascão – delicioso e delicado!

Mini cumbuquinhas de crumble de maçã, farofa de aveia, canela e castanha do Pará

Quadradinhos de brownie de chocolate meio amargo e cerejas